Skip to content
Published 9 de março de 2018

Para falar sobre motivar a equipe precisamos antes de tudo falar sobre motivação.

Daniel Pink é um especialista em comportamento humano. Em 2014 ele apresentou uma série que mostra alguns experimentos sobre motivação e como as pessoas fazem suas escolhas involuntariamente muitas vezes. O nome da série é Crowd Control e estreiou no Brasil como “Repense sua Rotina”, mostrando algumas experiências com gamificação inclusive.

Mas ele já fala sobre isso há muito mais tempo. Neste TED, além de falar sobre recompensamotivação e o impacto disso no desempenho das pessoas, ele comenta sobre três pilares para trabalharmos nossa motivação intrínseca.

 

Autonomia

As pessoas querem liberdade para resolver seus problemas sozinhos e para pensar em novas soluções. Contudo, as empresas de modo geral, não deixam seus funcionários à vontade para experimentar e tentar outros caminhos. Como Pink diz em sua palestra, o Google há algum tempo cede 20% do dia de seus funcionários para trabalharem no que quiserem. E como resultado, alguns de seus melhores produtos nascem de ideias geradas neste período de “folga”…

Excelência

A vontade de realizar uma tarefa cada vez melhor e de forma mais eficiente é um motivador forte para as pessoas. Um estudo publicado na Harvard Business Review afirma que perceber o progresso em direção a um objetivo significativo, é o motivador mais forte para os funcionários. Mais que dinheiro e mais que reconhecimento social.

Propósito

Nos games é o famoso Epic Win. É o sentimento de fazer parte de algo maior que nós mesmos. Várias ONG’s pelo mundo já entenderam e utilizam isso como o grande motivador para suas causas.

 

Com estes três pilares em mente, veja agora 3 dicas práticas de como motivar a equipe:

1. Delegue tarefas

Ao confiar à sua equipe tarefas e projetos, você trabalha a autonomia e naturalmente sua equipe vai se sentir reconhecida. É uma forma poderosa de recompensa intrínseca. Mas um alerta: dar autonomia não significa largar a equipe pra fazer o que quiser! Esteja sempre presente, oriente e inspire sua equipe, demonstre sua confiança na competência e na capacidade dela.

2. Desafie e estabelece metas

Quando você diz onde sua equipe deve chegar, você aumenta o foco dela. E quanto maior o desafio, mais engajados eles vão estar certamente. Mas cuidado: estabeleça metas possíveis para não surtir um efeito contrário e desmotivar todo mundo. Entenda mais desse processo com a Teoria do Flow.

3. Celebre as conquistas

Comemore com sua equipe cada uma das conquistas, mesmo as pequenas. Desta forma você dá sentido ao caminho que percorreram até a vitória e reforça o propósito de estarem fazendo o que fazem.

 

Espero então que tenha conseguido clarear um pouco de como você pode pensar em motivar a equipe por aí. E a gamificação pode ser um ótimo caminho para isso, se quiser continuar a conversa é só entrar em contato! 😉

 

Baixe seu guia: Gamificação na Prática!

Um caminho claro para entender e aplicar a gamificação de forma simples na sua empresa.

DOWNLOAD GRÁTIS

Comentários

Comments are closed.

The Gamification Observer

As novidades sobre gamificação direto no seu email!